Convite individual e outras maneiras de evitar os “penetras”

1
622
cerimonial-casamento

Falando em convites e em lista de convidados… não importa se é para casamento ou festa de aniversário ou 15 anos, este é um assunto de deixar muita gente com dor de cabeça! Vamos falar dos convites individuais e dos famosos “penetras” de festa. Todo mundo já sabe que os famosos “convitinhos individuais” nada mais é que um controle dos convidados para evitar que venha gente que não foi chamada!

cerimonial-casamentos-especiais
Crédito: Pinterest

Porém nem sempre o convitinho consegue embarreirar os que não foram convidados oficialmente. Claro que existem casos e casos. Mas no final, quem paga a conta, literalmente, são os noivos.

Atualmente, muitos casais e debutantes estão optando em não fazer o convite individual, ou por acharem deselegante ou ultrapassado! Para isso existe o serviço de RSVP e lista na porta. E a insistência dos anfitriões da festa, ao entregar o convite, para que seja respondido o RSVP.

 

A falta de costume do brasileiro em responder o RSVP precisa ser mudada, pois é um costume mundial e super natural ao receber qualquer convite para qualquer evento em outras partes do mundo. O cerimonial pode dar uma ajuda ligando para os convidados que “esqueceram” de dar a resposta e ainda fazendo a parte chata de vetar os pedidos extras.

Crédito: Pinterest

Uma ideia bacana e elegante que sempre esteve presente em 90% dos casamentos “lá fora” é o Seating Chart. Vocês já viram em muitos filmes americanos quando os noivos fazem aquele mapa de quem senta com quem e em que mesa? Os convidados são previamente distribuídos pelos assentos disponíveis na festa. E na entrada da recepção tem um quadro lindo e decorado no estilo da festa com o número das mesas e nome das pessoas. Ao invés do “é indispensável a apresentação do convite individual”, o convite menciona que todos os lugares são marcados, portanto é imprescindível responder ao RSVP.

Quando essa ideia funciona ou é elegantemente necessária? Quando é um casamento de pequeno ou médio porte de até pelo menos 120 convidados. Também muito útil e elegante quando será servido jantar e todos os convidados precisam estar confortavelmente sentados

Existem 2 sistemas de Plano de Mesa (Seating Chart) a serem oferecidos aos convidados:

Crédito: Pinterest

Mesa e Lugar Marcado: Para casamentos mais formais o plano de mesa e assentos nominais é bastante usado. O convidado se sente especial e relaxado sabendo que tem seu lugar garantido.

Como funciona: Cada convidado procura o número de sua mesa no mapa na entrada da recepção e tem seu lugar marcado por um cartãozinho com o seu nome colocado na mesa em frente a sua cadeira.
Prós: A festa flui mais harmônica e agradável, pois vocês podem colocar juntos os familiares por afinidade. Pode-se colocar os solteiros juntos numa mesa para que se enturmem e ninguém se sinta deslocado. Outro prós é que facilita muito para o buffet caso tenha alguém com restrição alimentar ou tenha opção de escolha de cardápio. E para os penetras? Neste tipo de festa não tem mesmo espaço para penetras e todos estarão cientes disso desde a entrega do convite.

Crédito: Pinterest

Contra: Dá um certo trabalho aos anfitriões da festa montar este quebra-cabeça e o cerimonial tem que estar super preparado para esta entrada dos convidados, com a localização das mesas na ponta da língua. A lista de convidados tem que estar afiadíssima e atualizadíssima.

Mesa Marcada e Lugar Livre: Para casamentos mais informais, o Seating Chart se restringe a apenas indicar qual a mesa um certo grupo de pessoas irá se sentar sem marcar especificamente as cadeiras.

 

Como funciona: O convidado apenas precisa saber o número da sua mesa no mapa na entrada da recepção. A escolha de assentos é livre e cada um senta ao lado de quem quiser.

Prós: Com os mesmos prós do sistema anterior. Porém, com uma vantagem extra: os anfitriões não precisam enlouquecer com o tal “quebra-cabeça”: quem senta com quem ao lado de quem. Basta pensar em grupos: amigos, mesa dos padrinhos, mesa casais avulsos, mesa da turminha das crianças (pode-se colocar joguinhos e livrinhos de atividades para entreter os pequenos), por exemplo.

Crédito: Pinterest

Contra: Não pode esquecer ninguém da lista, mas dá margem para encaixar os penetras de última hora acrescentando cadeiras, o que não é muito legal e vai causar um certo inconveniente para quem já está sentadinho e confortável. O cerimonial também deve estar bem atento a localização das mesas para ajudar os convidados na entrada da recepção.

Então, agora, é só escolher o que realmente funcionara para o seu casamento: convitinho individual ou Seating Chart.

Fonte: Brainstorm Conviteria e afins

1 COMENTÁRIO

GOSTOU DESTE ARTIGO? DEIXE UM COMENTÁRIO

Entre com seu comentário
Entre com seu nome aqui